Qual a real diferença entre empresário e empreendedor?

diferença entre empresário e empreendedor

Compartilhe esse post

Dentro do mercado de trabalho, existem dezenas de termos e nomenclaturas que podem acabar te confundindo e gerando dúvidas. Você sabe, por exemplo, qual a diferença entre empresário e empreendedor? Continue lendo e descubra as semelhanças e diferenças que compõem esses termos.

O que é empreendedorismo?

O empreendedorismo está relacionado a postura e as atitudes praticadas por pessoas que enxergam uma possibilidade de negócio, viabilizam e escalonam nesse mercado, sempre pensando em novas formas de seguir crescendo através da inovação.

Os chamados empreendedores são aquelas pessoas que têm a capacidade de identificar uma necessidade, elaborar uma solução e se arriscar promovendo aquele produto ou serviço como um negócio.

O empreendedorismo é justamente esta vontade de encontrar novos projetos, lançar novos produtos e serviços e buscar formas de inovar dentro do nicho de mercado em que você está – ou mesmo em outros.

Afinal, qual a diferença entre empresário e empreendedor?

Como destacamos, o empreendedorismo tem a ver, justamente, com essa vontade de inovar, com práticas, posturas e atitudes que visam encontrar oportunidades variadas. Já o termo empresário tem mais a ver com um cargo ou uma profissão.

Normalmente, o empresário é aquela figura que está por trás da gestão de um negócio, é alguém com capacidade de tocar vários projetos ao mesmo tempo e angariar recursos e investimentos para que a empresa possa prosperar.

Então qual é a diferença entre empresário e empreendedor? A diferença está na mentalidade e na forma de agir em busca de oportunidades.

É claro que é possível ser um empresário-empreendedor, mas para isso é necessário reunir as características que citamos acima.

6 dicas essenciais para empreendedores e empresários

Separamos algumas dicas de negócios e comportamento que são muito valiosas e extremamente úteis tanto para empreendedores quanto para empresários (principalmente, para quem deseja ser os dois). Veja, a seguir, a lista completa:

  1. Saiba qual mercado e público-alvo você vai atingir
  2. Desenvolva um plano de vendas
  3. Monte um planejamento financeiro
  4. Invista em uma comunicação eficiente
  5. Saiba gerir bem o seu tempo
  6. Seja disciplinado

Entenda, a seguir, como colocar cada uma dessas dicas, em prática.

Saiba qual mercado e público-alvo você vai atingir

Mesmo antes de saber qual é a diferença entre empresário e empreendedor, aposto que você já sabia que conhecer bem o seu nicho de vendas e seu público é essencial para que a sua empresa tenha sucesso, não é verdade?

Conhecer o mercado vai muito além da sua experiência profissional, é preciso acompanhar os portais e jornais que trazem notícias a respeito do seu ramo de atuação e também acompanhar como anda a economia como um todo.

Sobre o seu consumidor é importante saber o máximo possível, hoje em dia não basta saber apenas o perfil com dados como idade, gênero, localização e etc. 

É preciso investir em pesquisa para conhecer a fundo os comportamentos, vontades, desejos e dores dos seus consumidores para conseguir atendê-los com excelência e, por consequência, vender mais.

Desenvolva um plano de vendas

O que sustenta qualquer negócio são as vendas, sem elas não há receita e nem nenhum investimento pode ser feito

Por isso, é importante conhecer como funciona a jornada de compra dos seus clientes e como é possível construir um funil de vendas para sua empresa.

Mantenha sua equipe de vendas, marketing e atendimento sempre alinhadas através de um software de CRM, dessa forma todos poderão registrar e consultar dados sempre que necessário. 

Em cima dos relatórios você deve estabelecer quais ações serão executadas até chegar a abordagem de vendas.

Conheça mais sobre como fazer gestão de vendas, no vídeo abaixo. 

Monte um planejamento financeiro

Outro ponto que não pode ser negligenciado por nenhuma empresa é o planejamento e controle financeiro. 

Cuidar o dinheiro da sua empresa é um ponto fundamental para que a sua empresa não gaste mais do que arrecada e possa se manter no azul.

Além disso, uma boa gestão financeira irá te ajudar a:

  • encontrar possíveis gastos excessivos que possam ser revistos,
  • identificar projetos que não trazem os resultados esperados por falta de recursos,
  • administrar uma reserva financeira visando um retorno futuro. 

A falta de gestão financeira é uma das maiores causas de falência de empresas. Não deixe que isso afete a sua empresa e acompanhe cada centavo que entra ou sai do seu caixa.

Invista em uma comunicação eficiente

Grande parte dos erros que acabam causando prejuízos ou fazendo com que uma empresa perca boas oportunidades são os ruídos de comunicação. 

Quando cada um toma atitudes por conta própria sem pensar nos impactos, os resultados são sempre imprevisíveis e podem causar retrabalho e gastos desnecessários.

Além da comunicação com seus funcionários, também é importante alinhar a linguagem, abordagem e o discurso com o seu cliente. 

Saber se comunicar do jeito certo, no momento propício e pelo canal que o comprador prefere, é o melhor caminho para melhorar a experiência dele com a marca e converter mais. 

Saiba gerir bem o seu tempo

Todo empreendedor, sobretudo o iniciante, precisa saber o valor de gerir bem o seu tempo. 

Em muitos casos, no começo você irá acumular diversas funções que vão desde o planejamento até a execução e análise dos resultados.

Esse excesso de tarefas, sem o direcionamento correto, pode fazer com que você trabalhe por horas e sinta que não rendeu o suficiente. Por isso, é preciso investir em tempo de qualidade e separar as tarefas por nível de prioridade, urgência e complexidade.

Seja disciplinado

Fazer a gestão do tempo é importante, mas nada vai adiantar você montar uma agenda e planejar cada passo se a todo tempo você inverter as prioridades e fazer diversas mudanças na ordem das ações.

Sabemos que, instintivamente, o empreendedor tem essa gana de abraçar o mundo e dar conta de todos os processos ao mesmo tempo, no entanto executar várias tarefas complexas vai acabar fazendo com que você entregue um trabalho medíocre no final das contas.

Saiba medir a importância de cada etapa de cada processo, separe o tempo necessário para executar cada etapa e faça seu trabalho de forma concentrada. 

Após manter o foco por alguns dias você irá perceber que passará a ser automático.

E aí, entendeu a diferença entre o empresário e empreendedor? Ficou alguma dúvida? Gostaria de mais conteúdos com dicas e novidades do mundo do empreendedorismo? Deixe aqui seu comentário que teremos o maior prazer em te ajudar!
Aqui no portal Negócios em Mente você encontra muito conteúdo sobre empreendedorismo, além de ferramentas e cursos que vão te ajudar a alavancar seu negócio e melhorar seus resultados.  Conheça nosso site e aproveite nossos descontos!

Quem está atualizado, domina o mercado!

Se inscreva Na Nossa Lista De E-Mail Para Receber Novidades, Descontos E Oportunidades Antes De Todo Mundo!

Explore mais