Dropshipping Internacional: o que é, como fazer e prós e contras

dropshipping internacional

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Trabalhar com venda de produtos importados tem suas vantagens, mas também seus desafios, ainda mais quando se trabalha sem estoque. O dropshipping internacional tem sido a escolha de muitos empreendedores e é dele que vamos tratar neste post.

O que é dropshipping?

Na prática, o dropshipping é um modelo de vendas online em que o vendedor não tem os produtos em estoque.

Funciona assim, primeiro você cria uma loja virtual e anuncia produtos de seus fornecedores. A cada venda realizada você faz a compra da mercadoria e realiza o pagamento ao fornecedor, que será o responsável por produzir, separar e enviar as mercadorias aos seus clientes.

Entenda mais sobre como funciona o modelo, no vídeo abaixo.

Dropshipping internacional: como funciona?

O dropshipping internacional funciona quando o fornecedor é uma empresa de fora do Brasil, já o dropshipping nacional possui fornecedores locais.

Em ambos os casos, você terá de buscar esses produtos e anunciá-los em seu site com uma diferença no preço, que na prática será a sua margem de lucro. 

Por exemplo, um produto vendido por seu fornecedor a R$20 pode ser anunciado na sua loja a R$45, logo sua margem será de R$25. 

A cada venda efetuada, seu fornecedor é acionado, o produto é comprado e ele é quem terá a responsabilidade de produzir, separar e enviar aquela mercadoria até o seu cliente.

Veja também: Conheça Os 10 Melhores Produtos Para Dropshipping Em 2022 E 2023

Quais as vantagens e desvantagens do dropshipping internacional?

Para entender melhor o dropshipping internacional é preciso analisar os dois lados da moeda, afinal, só quando conhecemos os prós e contras de algo é possível fazer uma análise concreta da viabilidade de um modelo de negócios, veja os principais pontos.

Vantagens

  • Trabalhar sem estoque: sem dúvida uma das principais vantagens do dropshipping, afinal faz com que o custo inicial seja muito mais baixo do que um e-commerce tradicional, que teria de investir em matéria-prima, aparelhos, funcionários, manutenção e etc;
  • Alta variedade de produtos: se você já entrou em algum site como Aliexpress, por exemplo, já deve ter visto a enorme variedade de produtos, tudo isso mostra que opções de nichos de mercado não faltam;
  • Opções de automação de vendas: hoje em dia existem aplicativos e integrações para e-commerce que permitem que você adicione um produto do seu fornecedor diretamente no seu site, podendo alterar o preço e a descrição, dessa forma, toda compra é sincronizada e não precisa ser feita uma a uma.

Desvantagens

  • Dólar como referência: a maioria dos sites estrangeiros usa o dólar como moeda, logo em caso de desvalorização do Real em relação à moeda americana, os preços precisaram ser revistos no seu site;
  • Dificuldade em caso de trocas e devoluções: como se tratam de fornecedores de muito longe, como os produtos chineses do Aliexpress, realizar trocas é algo muito demorado e pode fazer com que você tenha prejuízo ou perca o cliente;
  • Prazos de entrega maiores: outro ponto importante são os prazos, quem já comprou da China sabe que é comum um produto demorar 30,40 ou até 100 dias para entregar por conta da distância, empresa de frete e questões burocráticas de alfândega, tudo isso traz dificuldade para atrair consumidores.

Também pode te interessar: Mercado De Afiliados: Aprenda Como Funciona E Por Onde Começar

Como começar no dropshipping internacional? Passo a passo

Agora que ficou claro todos os pontos favoráveis e desfavoráveis desta modalidade de vendas, vamos trazer um passo a passo para que você saiba tudo que precisa ser feito para começar a trabalhar com dropshipping internacional.

1. Encontre um bom nicho de produtos

Antes de mais nada é necessário decidir o que você vai vender e para quem você vai vender. 

Procure identificar um nicho que está em alta. Para isso vale a pena pesquisar mais sobre o nicho, conhecer bem os produtos, o que eles fazem e etc.

Esse processo vai te ajudar a entender melhor seu público e o que você está vendendo. 

Desta forma, você adquire mais conhecimento e passa a ter a capacidade de identificar novas oportunidades. 

2. Escolha um plataforma de e-commerce voltada para dropshipping

Escolhido nicho é a hora de criar o seu e-commerce. É sempre recomendado escolher uma plataforma que seja preparada para o dropshipping, como a Shopify, por exemplo.

Na plataforma você terá vários temas para criar e editar seu site à vontade, tudo de forma bem intuitiva e acessível.

Além disso, a Shopify dispõe de apps que desempenham funções essenciais para sua loja virtual como as integrações que te permite adicionar produtos presentes no site dos seus fornecedores diretamente no seu site com apenas um clique.

3. Escolha fornecedores confiáveis

Ter fornecedores de qualidade e que você possa contar é mais da metade do caminho do sucesso no dropshipping. Isso faz todo sentido quando você pensa que são eles os responsáveis por fabricar e enviar o produto anunciado por você até seu cliente.

Por isso, antes de escolher um novo fornecedor não se esqueça de:

  • comprar um produto para si como teste antes de anunciá-lo;
  • pesquisar a reputação do fornecedor;
  • participar de fóruns e comunidades com outros dropshippers para ter boas indicações.

Saiba mais: Qual A Diferença Entre Empreendedor E Empresário?

4. Escolha produtos e formas de pagamento

Por fim, depois de escolher de quem você vai comprar, é a hora de fazer uma análise dos produtos que podem ser interessantes para se colocar à venda, escolher uma margem de lucro e ir adicionando um a um no seu e-commerce.

Lembre-se sempre de caprichar na descrição dos seus produtos e usar técnicas de copywriting para envolver e atrair seu consumidor. Por fim, o último passo será escolher os meios de pagamento.

Se você optou por uma plataforma própria para e-commerce terá essas integrações de fácil acesso na loja de aplicativos, basta escolher uma bem completa, com variedade e que tenha um bom custo-benefício para depois colocar seu site no ar e habilitado para vendas.

Agora é hora de colocar a mão na massa. Para isso sugerimos que você conheça os melhores cursos de dropshipping do mercado. Acesse nossa página de cursos e aproveite nossos descontos.

Quem está atualizado, domina o mercado!

Se inscreva Na Nossa Lista De E-Mail Para Receber Novidades, Descontos E Oportunidades Antes De Todo Mundo!

Explore mais